< All Topics
Print

Passo a passo para ativação de gateway de Pagamentos – Safe2Pay

O Cardápio digital possui integração com o gateway de pagamentos Safe2Pay, que permite a finalização do pagamento em cartão de crédito ou PIX chave copia/cola diretamente no webApp do cardápio digital.

Importante observar que dentro do ambiente do Cardápio digital, é necessária a conclusão imediata das transações, uma vez que estamos em um cenário de vida útil / ciclo de pedidos extremamente curtos, já que o cliente que está fazendo a compra tem a expectativa de receber seu pedido nos próximos minutos.

Nesse sentido, a aprovação ou reprovação da transação de pagamento deve ocorrer em um espaço de poucos segundos, diferente dos demais cenários de e-commerce onde o ciclo do pedido é longo (podendo demorar várias horas ou vários dias) entre a transação e a conclusão do pedido.

Reunimos nesse post, as principais perguntas e dúvidas a respeito da ativação dessa modalidade de pagamento:

Como Funciona:

Nossa plataforma possui homologação da Safe2Pay, que permite aos nossos clientes a conectividade entre o cardápio digital e a estrutura do gateway para a correta transação dos pagamentos nos diferentes meios de pagamento oferecidos.

A empresa (pizzaria / hamburgueria / lancheria) deve solicitar a ativação de conta diretamente à nossa equipe de atendimento, que vai ativar uma conta para a empresa junto ao gateway, e vai obter os tokens de integração.

Custos transacionais e Tempo para os repasses:

A integração com esse gateway de pagamentos possui dois custos transacionais (custo que será descontado a cada transação):

  • PIX Chave Copia e Cola = 1,00% sobre o valor total da transação. Tempo para repasse: 1 dia útil.
  • Cartão de Crédito = 3,1% sobre o valor total da transação. Tempo para repasse: 30dias.
  • Anti-Fraude = R$ 0,50 por transação (opcional).

O valor do custo será descontado a cada transação. Exemplo: uma venda de R$.100,00 feita em PIX chave copia/cola, vai gerar um custo de R$.1,00, desse modo, no dia útil seguinte, será repassado o valor de R$ 99,00 diretamente na conta bancária da empresa.

Dados Necessários:

  • CNPJ / Nome / Endereço completo do estabelecimento.
  • CPF / Nome / e-mail do responsável legal pelo estabelecimento junto à Receita Federal:
  • Banco / Agência e Número de Conta bancária de titularidade do CNPJ acima, para o qual serão feitos os repasses.

Bandeiras de Cartões Aceitas:

Visa, Master, American Express, Elo, Diners Club, Discover, JCB, Aura, Hipercard, Hiper

Observação: Não é aceito nenhum cartão BANRI.

Como sai na fatura do Cliente?

Quando o cliente faz a transação via cartão de crédito, o nome que sairá na fatura do cartão será: SAFE2PAY + NomeFantasia. Exemplo, se o nome de fantasia do estabelecimento for Lancheria Prata, nome na fatura será: “SAFE2PAY – Lancheria Prata

Chargeback / Fraudes:

Chargeback é um termo bastante conhecido de quem opera com transações de comércio eletrônico. Ele é o ato de contestação por parte do titular do cartão de crédito, que não reconhece a cobrança da transação.

Nas operações tradicionais, com a presença física do cartão, dificilmente você vai se deparar com um chargeback, uma vez que o cartão físico é aproximado ou inserido e a operação é confirmada mediante digitação da senha pelo titular ou portador do cartão.

Já no ambiente online, existe apenas a digitação das informações impressas no cartão (nome do titular / número do cartão / código de validação / mês e ano de vencimento).

O prazo para essa contestação, segundo a legislação brasileira é de até 180 dias após a transação (ou seja, 6 meses depois da venda).

Caso o titular do cartão conteste a transação, você poderá contestar o chargeback diretamente na plataforma do gateway.

Pela nossa experiência auxiliando os mais diversos tipos de estabelecimentos comerciais, podemos afirmar que existem chances reais de você se deparar com contestações das transações online seja por fraude (cartão clonado, cartão roubado e não comunicado, etc) ou mesmo por auto-fraude – que é quando o próprio titular do cartão faz a contestação de má-fé).

Nesse caso, nossa orientação é que você fique atento ao controle dos repasses, e busque ter documentos e provas necessárias das transações, para dar sustentação à sua contestação junto a operadora do cartão.

Anterior Exibindo um produto em duas Categorias diferentes ao mesmo tempo
Próxima Quais as Possibilidades de utilização de Domínio Próprio no Cardápio Digital
Sumário